Janelas anti ruído realmente funcionam

Janelas anti ruído realmente funcionam?

O barulho excessivo incomoda, irrita e atrapalha a rotina da família.

Quem mora em grandes centros urbanos sabe e sofre na pele com barulhos e ruídos externos. Eles mexem com a nossa rotina e muitas vezes nos fazem perder muitas e muitas noites de sono.

Uma das soluções para o desconforto auditivo são as janelas anti ruído que proporcionam a insonorização dos ambientes internos. Elas são a alternativa perfeita pra quem cansou da barulheira do lado de fora e quer uma vida mais calma e tranquila.

Solução para barulhos

As janelas anti ruído servem para o isolamento acústico e distanciam as pessoas  da loucura do dia a dia das grandes cidades.

Para não ser perturbado por sons desagradáveis, precisamos criar barreiras físicas entre o som e o ouvido que o captura para diminuir ou até eliminar os barulhos externos que incomodam tanto muitas famílias.

Nas nossas casas e apartamentos, as paredes, os telhados, as portas e as janelas são barreiras para as ondas sonoras. Mas dependendo do material que é usado na construção, ainda sentimos os sons externos transpassando para o nosso ambiente familiar.

Como funcionam as janelas anti ruído?

As janelas anti ruído têm uma capacidade aumentada de bloquear o som do que janelas normais. As janelas anti ruído proporcionam o tão desejado silêncio dentro dos ambientes domésticos. Elas são uma ótima solução encontrada pelos designers e arquitetos.

As janelas anti ruído usam a ressonância natural das perturbações sonoras contra elas mesmas.  Mas para isso é preciso entender e avaliar a origem da poluição sonora para escolher a melhor opção de produto com a estrutura que funcione melhor para cada família.

Usando diferentes espessuras de vidro e um design exclusivo de molduras, a Frames Janelas Acústicas tem janelas que perturbam o fluxo de som, isso impede que ele entre na sua casa.

As janelas anti ruído amortecem e dissipam ruídos irritantes que atrapalham a convivência durante o dia e um bom sono durante as noites.

De onde vem tantos ruídos?

Identificamos e fizemos uma lista contendo as maiores reclamações com relação a barulhos e ruídos externos.

Barulho do Trânsito

Todo mundo sempre vai concordar que o barulho de carros, ônibus, motos e caminhões incomoda qualquer pessoa e em qualquer horário. Nos grandes centros urbanos, não temos uma divisão entre áreas residenciais e comerciais, elas estão bem misturadas. O que acontece é que muitas vezes na porta da casa de algumas pessoas existe um tráfego intenso, algumas das vezes até de veículos considerados  pesados.

Incômodo com Aviões e Helicópteros

Algumas pessoas moram debaixo de rotas de aviões e helicópteros. Vivendo e trabalhando tão próximo a essas rotas, alguns conseguem até definir no relógio qual é o horário que ouvirá o barulho desconfortante das turbinas de um avião ou do motor dos helicópteros. Com janelas anti ruído é possível esquecer do tempo, apenas ao fechá-las não se ouve mais os motores de aeronaves.

Todo mundo tem vizinhos barulhentos

Bares, boates, danceterias, estádios ou até mesmo vizinhos muito festeiros. Lidar com a explosão de vozes de muitas pessoas aglomeradas conversando é uma das queixas mais comuns que ouvimos quando o assunto é sossego alheio.

Outras fontes

A poluição sonora também pode ser causada por cachorros latindo durante longas horas do dia ou da noite. Ou um canteiro de obras perto da sua casa.

Ao longo do nosso dia somos expostos, sem escolha, aos mais diversos níveis de decibéis dentro e fora das nossas causa.

Quais são os principais problemas de saúde causados pelo barulho?

Alguns estudos científicos apontam que a exposição prolongada à poluição sonora pode aumentar muito a probabilidade de desenvolver hipertensão, o que, por sua vez, pode levar a um aumento exponencial de doenças cardiovasculares.

Outro problema muito estudado é a privação do sono como consequência de barulhos e ruídos. Sem dormir, uma pessoa tem sua produtividade diminuída pois até funções cerebrais são reduzidas para que o corpo poupe mais energia; tudo isso leva à ineficácia no trabalho e na escola.

Por esses motivos se faz tão importante proteger a sua família investindo na acústica de sua casa ou apartamento com portas e janelas anti ruído.

Como funciona a propagação do som?

O som é formado por compressões e rarefações do ar. Ele se move em diferentes velocidades e com graus variados de facilidade através de vários meios.

Ao contrário do que muita gente pensa, o som viaja de forma ineficiente através do ar.

O que acontece é que os gases que formam a atmosfera não apresentam elasticidade. Por isso o ar não é um bom condutor de som.

Por outro lado, o aço, por exemplo, que apresenta maior elasticidade, permite que o som viaje muito rápido e com bastante facilidade. Outro mito é que o som não viaja em qualquer lugar no vácuo.

Mais do que ouvir nós conseguimos ver o som! Pois para transmitir o som ele precisa de matéria para transferir energia. Os materiais que tem uma boa combinação entre densidade e elasticidade funcionam melhor. O que acontece é que as moléculas dentro desses materiais facilitam a propagação das ondas.

Por outro lado, o som não vai viajar em qualquer lugar no vácuo. Você vê, o som requer que a matéria transmita sua energia, e materiais mais densos e elásticos funcionam melhor, pois as moléculas dentro do material facilitam a propagação das ondas sonoras.

As janelas anti ruído são projetadas pensando nos princípios acima. Quando usamos materiais que não permitem que ondas sonoras sejam facilmente transmitidas. Sempre são escolhidos materiais que amortecem e dissipam a energia sonora.

O que são decibéis?

Em todos os lugares onde vamos procurar sobre como se livrar do barulho externo, é citado a redução de decibéis; mas o que são decibéis?

Relembrando as aulas de física da escola, um decibel é uma medida usada para saber a intensidade de um som contra uma escala logarítmica definida.

A escala logarítmica é um pouco diferente da linear que aumenta pela unidade. Na  logarítmica, o aumento se dá pela multiplicação.

 Esse tipo de escala é usada para lidar como o fato de que o som apresenta uma enorme gama de quantidades.

Tudo isso parece ser muito complicado mas na verdade não é. A escala logarítmica é usada para facilitar a compreensão dos sons. Se fizéssemos de outro jeito teríamos números muito grandes. Uma demonstração para explicarmos melhor como se dá a escala logarítmica é mostrar a seguinte equação:

1010 = 10x10x10x10x10x10x10x10x10x10 = 10000000000

Expresso como um logaritmo, assume o seguinte formato:

log10 (10000000000) = 10

Onde o número “10” é a base, 10000000000 é o poder e 10 a resposta.

Ao falarmos de som, podemos dizer que, para cada aumento de dez decibéis, a potência ou o volume do som aumentam em um múltiplo de 10.

Até onde ainda é confortável para o ouvido humano?

Nossos ouvidos conseguem suportar ruídos de até 70 decibéis, se passou disso nós já passamos a correr riscos de ter o aparelho auditivo lesionado. Ao número dobrar e chegar aos 140 decibéis pode acontecer a ruptura do tímpano.

É importante dizer que a intensidade do som sempre depende da distância em que se encontra o receptor das ondas sonoras da fonte que as emite.

Existem alguns barulhos bem específicos, que estão sempre presentes no nosso dia a dia e podemos usar como referência para saber a intensidade do som e suas equivalências, conheça alguns:

  • A buzina de carro – 105 decibéis;
  • Fones de ouvido, em volume alto, passam dos 110 decibéis;
  • Um bebê chorando pode atingir 60 decibéis – o mesmo que um aspirador de pó atinge em volume sonoro;
  • Um cachorro latindo varia entre 70 e 80 decibéis, o mesmo que um piano;
  • Uma britadeira, que tem um som muito próximo as bandas de rock gera em torno de 110 decibéis.

Outros aparelhos do nosso dia a dia que fazem um barulhão:

  • 130 decibéis – Aviões a jato – Pode causar perda e dor auditiva.
  • 120 decibéis – Motosserra – Pode causar dor, perda auditiva e danos ao labirinto.
  • 100 decibéis – Alguns alarmes e toques de celular – Pode provocar dor de cabeça e perda auditiva.
  • 90 decibéis – Volume máximo de um iPod ou mp3 player – Causa desconforto, irritação e dor de cabeça depois de 30 minutos.
  • 80 decibéis – Furadeira – Aumenta a taxa de colesterol no sangue e perda auditiva.
  • 80 decibéis – Trânsito intenso – Aumenta da pressão e dos batimentos cardíacos, irritação e dores no estômago.
  • 70 decibéis – Microondas – Causa desconforto e irritação.
  • 35 decibéis – Geladeira – Provoca um leve incômodo.

Como, porém, saber a intensidade dos sons?

Use um aplicativo no seu celular!

Existem vários aplicativos para smartphones que medem a intensidade sonora em  decibéis. Para fazer essa medição manualmente, os aplicativos são extremamente práticos e convenientes.

Embora o microfone da maioria dos aparelhos celulares não tenha uma alta qualidade como os de computadores e aparelhos específicos para a medição, eles podem ser bem precisos.

Não é incomum que leituras feitas por celulares e aparelhos profissionais apresentem uma diferença de apenas 5 decibéis na leitura.

Fizemos uma lista com alguns aplicativos que tem a inteligência de fazer a leitura de decibéis.

  1.  Decibel 10th – (disponível para dispositivos Apple) medidor de ruídos. Verifique a intensidade sonora ou a pressão sonora com a ajuda deste instrumento preciso. Teste o som usando o microfone do seu gadget e obtenha a resposta rápida do medidor. Ferramenta inteligente para medições de ruído. Este medidor de decibel irá ajudá-lo a medir o nível atual de ruído ambiental ou volume de música.
  •  Decibel Meter Pro –  Na vida cotidiana, estamos expostos a ruídos altos que, com longas exposições, causam danos ao aparelho auditivo. O aplicativo é uma maneira intuitiva de encontrar o ruído ambiental perto de você. O  Decibel Meter usa o microfone embutido para determinar o nível de som detectado e exibe isso em decibéis (dB) como nível máximo, médio e máximo de pressão sonora. Com este aplicativo, você pode facilmente medir o nível atual de ruído ambiental.

Todos os dados de áudio do microfone são usados ​​para calcular a leitura de dB para o usuário. Além disso, o áudio ou qualquer outra informação não é coletada, usada, armazenada, transmitida ou circulada de qualquer forma.

  • Sound Meter – medidor de nível de som (ou SPL) aplicativo é mostra um valores de decibéis por medir o ruído ambiental, exibe valores medidos dB em várias formas. Você pode experimentar design gráfico arrumado, com alta estrutura por este aplicativo medidor de som inteligente.

Características:

  •  Indica decibéis pelo medidor
  •  Mostrar a referência de ruído atual
  •  Exibição min / avg / max valores de decibéis
  •  Exibição de decibéis por um gráfico
  •  Pode calibrar o decibel para cada dispositivos

Como denunciar a perturbação do sossego?

Está na lei! Perturbar o sossego alheio (mediante gritaria, algazarra, abuso de instrumentos musicais, sinais acústicos, dentre outras situações) é crime.

Essa lei está no artigo 42 do  Decreto-Lei Nº 3.688/41, passível de prisão simples, de 15 (quinze) dias a 3 (três) meses, ou multa.

Para denunciar é só telefonar para o número 156. A sua denúncia vai pelo Portal da Prefeitura ou nas Prefeituras Regionais.

Para que a ação tenha mais eficácia se faz necessário que o reclamante informe o endereço completo do lugar que está causando o incômodo. Também é importante falar do horário onde o barulho é mais alto e recorrente e o que acontece nesse lugar.

Não fique com medo. O denunciante deve se identificar fornecendo o nome completo, o endereço e o telefone, sendo estes dados pessoais mantidos sob total  sigilo.

Viver no sossego

O que realmente vai levar sossego, felicidade e uma boa convivência para toda a família é proteger a sua casa de ruídos e barulhos externos. Experimente proteger a sua casa e sua paz, coloque portas e janelas anti ruído na sua casa. Se você está com dúvidas, converse com que já fez ou vem conversar com a gente aqui na Frames Janelas Acústicas.

Postado em 09/08/19

Chat pelo WhatsApp
Enviar